19 de jul de 2013

Como sobreviver - Manual prático


Pequenas atitudes para quem pensa em não viver:


  • Coma: mesmo quando não tiver vontade e toda a comida tiver gosto de arroz. Mesmo quando todas as comidas mais exóticas do mundo não tiverem gosto nenhum na sua boca, não pule uma refeição ou esqueça das verduras. Coma sua salada, não coma o torresmo. Coma pouco e não tente tapar aquele buraco enorme dentro de si com comida, muito óbvio que o buraco aumentará conforme sua massa também aumenta.
  • Durma: essa parte pode ser devastadoramente difícil e pode ser dividida em duas: você consegue dormir, mas não quer acordar; você não dorme. Quando não conseguir dormir, feche os olhos e espere dar 8h de repouso, levante, não durma durante o dia, no segundo dia, faça uma caminhada no fim da tarde. Se em três dias não dormir, interne-se. Se você dorme e não quer acordar, peça que alguém te acorde, se não tem ninguém para isso, coloque o despertador longe da cama, levante para desligar e sinta remorso de voltar para a cama. Não volte a dormir durante o dia, nem um pouquinho depois do almoço, não adianta tentar enganar o relógio, nem fingir que se engana e que controla seu corpo pra dormir só quinze minutinhos. 
  • Pense: essa é fácil! A parte difícil é filtrar o que está pensando. Em geral, ter pensamentos ruins ou se imaginar em situações negativas são muito recorrentes, perceber o quanto eles acabam por te fazer prisioneiro de uma prisão sem muros, mas que causa a angústia de não poder se virar para lado nenhum, como esses pensamentos limitam as ações através do medo, da ansiedade, da repressão das vontades é a chave para perceber que pensar é um exercício que pode ser de liberdade quando aprendemos a usar de uma forma menos dolorosa. Por isso, quando estiver sobrevivendo, ache um jeito confortável de pensar em coisas práticas do cotidiano, como pagar contas e se o carro vai te atropelar ou não. Pense coisas bobas, pense em teorias pra vida, pense em quantas moléculas de água tem um copo de água. NÃO pense em sua vida.
  • Continue.